Para empresários de vários segmentos o Festival de Inverno foi muito positivo.

Na manhã do último sábado (24-06), estivemos visitando alguns empresários de Pedro II dos mais diferentes segmentos, a finalidade dessa visita foi obter junto a eles uma avaliação do Festival de Inverno de Pedro II edição 2017 e a importância desse evento para o município, no entanto, os mesmos tem avaliação parecida e comungam do mesmo pensamento no que refere a importância do festival para Pedro II.


O empresário Assis Castro, proprietário do Bar Lá Kondê, uma referência nesse segmento na cidade, analisa esta edição 2017 como uma das melhores no que se refere a organização. “O Festival de Inverno já se consolidou e é o maior evento que acontece no nosso município, um dos principais do Piauí e até do Brasil, nesse ano destaco como positivo a organização, desde o primeiro dia percebemos que os turistas chegaram e ficaram até o último dia, as atrações colaboraram diretamente para isso, a segurança foi essencial, as vendas superaram as expectativas, até mesmo porque, aqui no Lá Kondê, não se aumenta valores dos produtos nessa época, temos o nosso cardápio e o preço sempre é o mesmo e isso contribui para o sucesso do nosso estabelecimento e faz com que os turistas compartilhem o bom sentimento de nossa cidade, principalmente do nosso povo”, destaca Assis.


 

 

Para o empresário e comerciante do ramo de restaurante, popularmente conhecido por “Gaúcho” do Restaurante O Gaúcho, o resultado ficou acima das expectativas. "Eu, como dono de restaurante localizado na principal avenida da cidade, estou satisfeita em vários sentidos, acima de tudo, com os responsáveis pela organização desse evento. Vendemos muito bem e espero que o próximo ano seja melhor ainda. Vejo este ano como um ajuste para os próximos anos” pontuou.

 

A empresária Marlene Rodrigues, proprietária da Pousada Rústica, analisa esta edição como a melhor de todas as edições. “Esta edição veio para ficar na história das 14 edições já realizadas. Nesse ano se tivéssemos o dobro de apartamentos que temos hoje, teríamos alugado, tivemos que dizer não para muitos turistas que até aqui chegaram porque não tínhamos mais como acomodá-los. Uma coisa boa foi que muitos dos turistas que se hospedaram na nossa pousada ainda na quinta-feira (15-06) dia da abertura do festival, ficaram até segunda-feira (19-06), isso até agora é inédito, ressaltar que nas edições anteriores, os nossos hóspedes viajavam todos no domingo pela manhã, estou feliz, pois todas as nossas expectativas foram superadas e o festival de Pedro II tem que ser para toda a vida”, comentou a empresária e colunista social Marlene Rodrigues.

 

Outro empresário pedrossegundense, só que do ramo de joalheria, Wellington Rodrigues, diz que o Festival de Inverno traz a oportunidade de se superar crise. “Mesmo que sejam apenas quatro dias de muita movimentação na cidade, mas é uma oportunidade de alavancar as vendas, nesta edição, vendi muito mais do que o esperado, recebi muito mais visitas do que em outras edições, ou seja, superou as expectativas, o bom é que o turista chegou e ficou em nossa cidade durante os dias do festival, acredito que vários empresários saíram mais fortalecidos nessa edição que pra mim foi muito boa, pois trabalho com um produto diferenciado e o cliente gosta disso”, frisou.

 

A senhora Gonçala vende redes no box 17 do Mercado do Artesão, para ela, esta foi a edição onde as vendas aumentaram em todos os aspectos. Dona Maria, vende redes e outras peças artesanais no Mercado do Artesão e destacou que a movimentação foi intensa durante o festival.

Rogério Pereira, da ACONTUR de Pedro II destacou que o Festival de Inverno 2017 teve um diferencial, pois trouxe os mais diferentes tipos de clientes.